Cinco fatos sobre lactose

Será que o açúcar do leite realmente merece a má fama?

Quem é vivo, sabe: no mundo da alimentação, as informações estão sempre se renovando. Parece que temos uma eterna onda de “faz mal – faz bem”, não é? Às vezes, isso acontece pela divulgação de novos estudos científicos. Mas, às vezes, é tudo boato mesmo.
Para ajudar, listamos alguns fatos sobre uma dessas polêmicas: a lactose.

Mesmo quem é intolerante pode consumir lactose

Verdade. O diagnóstico de intolerância é difícil de ser feito. Isso porque se nasce com um estoque de lactase, a enzima capaz de digerir a lactose, e, com o envelhecimento, esse índice tende a cair de forma aleatória. Isso quer dizer que é possível encontrar qual é a quantidade de leite e derivados que se pode consumir e a restrição não é obrigatória. Especialistas dizem que, em geral, todo mundo consegue tomar um copo de leite – cerca de 12 gramas de lactose.

Produtos “zero lactose” possuem lactose

Verdade – e isso é seguro. A indústria tem um jeito inteligente para neutralizar a ação da lactose do leite e seus derivados. Em vez de removê-la, acrescenta-se lactase, a enzima que ajuda na sua digestão.
Mas vale lembrar: mesmo para pessoas intolerantes, o consumo de até 100 miligramas do açúcar é seguro.

Intolerância e alergia não são a mesma coisa

Verdade. A intolerância está relacionada ao açúcar, a lactose, enquanto a alergia tem a ver com a proteína do leite.

Nem todo produto possui a mesma quantidade de lactose

Verdade. O método de fabricação pode alterar a concentração do açúcar encontrado no produto.

  • Os iogurtes, por exemplo, possuem baixos índices porque são fermentados;
  • Os queijos, quanto mais maturados, possuem menos lactose;
  • Na manteiga, a presença é quase inexistente;
  • No leite, as concentrações variam, mas costumam ser mais altas.

Dica: o leite integral é melhor para quem tem algum tipo de intolerância. Isso por causa da maior quantidade de gordura, que atrasa a chegada da lactose ao intestino.

Retirar a lactose do cardápio não emagrece

Não existe nenhuma comprovação científica de que a lactose seja capaz de engordar. Na verdade, os estudos dizem que o consumo diário de leite e derivados diminui o risco de obesidade.

Retirar todo um grupo alimentar do cardápio pode emagrecer – mas também pode levar a uma deficiência nutricional. Por isso, o ideal é sempre consultar um nutricionista.