Comer bem é cuidar da saúde!

Você se considera uma pessoa saudável? Antes de tentar se lembrar da última vez que foi ao hospital ou que tomou remédios, pense melhor. A nossa saúde é algo bem mais amplo, que se cuida no dia a dia e que não está relacionado com o fato de contrair ou não doenças.

Segundo a própria Organização Mundial da Saúde (OMS), estar saudável não é somente viver sem doenças ou enfermidades. A saúde pode ser definida como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social”.

Isso significa que, para alcançar a saúde plena, é preciso levar em consideração outros fatores indispensáveis, como o meio ambiente, a educação, o trabalho, as atividades físicas e o mais importante deles: a alimentação.

Uma dieta completa e diversa, baseada em frutas, legumes, cereais, laticínios, leguminosas e sem excessos, garante a ingestão da quantidade necessária dos diversos nutrientes essenciais para o bom funcionamento de nosso corpo e nossa mente.

São esses alimentos que nos ajudam a combater vírus e bactérias, contribuindo para o bem-estar físico, e aumentam a nossa longevidade e disposição, garantindo a nossa saúde mental.

Além disso, já foi provado que uma alimentação saudável ajuda a prevenir doenças, a controlar alguns transtornos psicológicos como a ansiedade e outras manifestações fisiológicas como a TPM.

Por isso, não se esqueça: comer bem é cuidar da saúde!

Celebrando o Dia Mundial da Saúde

Desde 1948, comemora-se no dia 7 de abril o Dia Mundial da Saúde, data que coincide com a própria fundação da OMS. A data comemorativa tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os cuidados com o corpo e sobre os direitos de cada cidadão ao acesso à saúde básica.

Cada ano, um tema é escolhido como princípio básico da campanha. Em 2017, discutiu-se a depressão e, nos anos anteriores, a diabetes e a segurança alimentar, questões que afetam milhões de pessoas ao redor do mundo.

Este ano, a organização continua a campanha iniciada em 2018, em seu aniversário de 70 anos, reforçando o lema que estava na base de sua criação: “Saúde para todos e todas. Em todos os lugares”. Em um mundo onde pelo menos metade das pessoas não consegue ter os serviços básicos de que necessitam, a cobertura e o acesso à saúde universal ganham ainda mais força.

Fontes:

Organização Mundial da Saúde

Organização Pan-Americana de Saúde